Clique para tradução da página / Click for translation of the page

Menu de Navegação

domingo, 30 de maio de 2010

AMAR É......

“...De repente a dor... De esperar terminou... e o amor...veio enfim...” Pois é. Como dizia o grande compositor Tim Maia, o amor acaba com a dor da espera, porque encontrar o amor é o objetivo da maioria dos seres humanos. Quem pode dizer que nunca sonhou encontrar a metade da sua laranja, o queijinho da sua goiabada, a sua alma gêmea, o seu par ideal? E quando esse encontro acontece ou acreditamos que aconteceu, temos o privilégio de vivenciar esse sentimento único de pertença que é o amor a dois. Todos aqueles que já tiveram o prazer de viver esse sentimento sabem muito bem que:

"Amar é... Pensar nele(a) o tempo todo Ter a certeza de estar destinados um ao outroOlhar para o céu e encher os olhos de estrelasNão cansar de admirarQuerer dar-lhe a lua e as estrelasNunca cansar de mimarReceber e mandar mensagens românticasOuvir sininhos tocandoSonhar com fogos de artifícioEntregar seu coração( com a devida licença dos famosos bonequinhos de Robert e Kim Casali, das décadas de 70/80 ) Naturalmente qualquer pessoa tem vontade de passar por essa gostosa experiência, e se possível, conservá-la pelo resto da vida, ou ao menos manter acesa a chama do amor verdadeiro, ainda que às vezes ela diminua ou quase se apague. Causa tanto prazer amar e ser amado, que para conseguir viver esse “grande amor”, algumas pessoas lançam mão das mais variadas formas para alcançar esse objetivo, tais como simpatias, promessas, novenas e apelos à Santo Antônio, que segundo crença popular e religiosa é o santo casamenteiro e o padroeiro dos enamorados. Eu conheci uma moça que tinha tanta vontade de encontrar um grande amor e se casar, que durante muitos anos, no dia 12 de junho, dia dos namorados e véspera do dia de Santo Antônio, 13 de junho, submetia o pobre coitado do santo às mais variadas torturas, como arrastar sua imagem pelo chão com uma cordinha durante o dia, colocá-lo de cabeça para baixo à tarde, e finalmente, num requinte de crueldade, afogá-lo em um copo de água a noite toda. Com certeza, o santo ficava tão irritado com essas maldades, que por um bom tempo, nenhum candidato a namorado e muito menos a marido sequer apareceu em sua vida. Os anos foram passando e essa moça à espera do amor, continuava em casa, comendo chocolates e outras coisinhas, bem descuidada com sua aparência, e sempre brigando com Santo Antônio, coitadinho! Até que um dia ela se cansou, resolveu deixar o santo em paz e cuidar de sua vida. Ao tomar essa decisão, percebeu que estava um pouco mais velha, não tinha muitos amigos, há muito tempo não saía, tinha engordado alguns quilos e não estava nada satisfeita nem com o seu corpo, nem com o seu jeito de ser. Entrou para uma academia, emagreceu, cuidou da pele, do cabelo, comprou roupas novas, refez contatos com antigas amizades, passou a sair com mais freqüência, a relaxar e a se divertir. Até se esqueceu um pouco do amor que nunca chegava. Um belo dia, um casal amigo resolveu apresentá-la a um conhecido. E não é que finalmente o amor chegou, as estrelinhas se acenderam, os sininhos tocaram? Como final feliz (Adoro finais felizes!) posso informar que os dois estão juntos há quase três anos, dizem que se completam e estão fazendo planos para se casar. Ufa! Santo Antônio depois que foi libertado até que deu uma forcinha! Assim como essa, muitas historinhas de pessoas procurando ansiosamente o amor acontecem o tempo todo, e algumas infelizmente não tiveram ainda o famoso happy end. O que acontece, é que na ansiedade de encontrar o amor, elas se esquecem de um pequeno grande e essencial detalhe: “ Antes que alguém me ame, EU preciso me amar”. Parece chover no molhado dizer que se você não se amar, ninguém vai conseguir amar você, mas é a mais pura e cristalina verdade, sem contestação. Coloque-se como observador desta situação. Você se interessaria por alguém que se acha desinteressante e que demonstra uma grande ansiedade por conseguir encontrar alguém e viver um amor? Óbvio que não. Nesse caso, se você também não se gostar e não se achar interessante, e além disso ainda passar a imagem de alguém que está desesperadamente à procura, as outras pessoas certamente não irão se aproximar de você, e irão procurar alguém que transmita uma energia ou uma mensagem diferente. Então, para aqueles que ainda não acharam o verdadeiro amor, eu faço um convite. Que tal procurar cultivar primeiramente, o amor por si mesmos, a famosa e tão falada auto-estima? Pode acreditar, ao se apaixonar por você mesmo(a), você certamente motivará muita gente a se apaixonar por você também, e aí poderá quem sabe finalmente encontrar a pessoas dos seus sonhos e viver as delícias do amor tão sonhado! Dia dos Namorados está aí. Desejo a todos que esse não seja um dia de sofrimentos e torturas para o santo Antônio, mas um dia de comemoração a dois, com muitos abraços, beijinhos e carinhos. Vocês merecem, acreditem! Preparem-se para receber o amor, relaxem, e ele virá!
Beijos e muito amor a todos
Marcia Palis

segunda-feira, 3 de maio de 2010

Oi, meus amigos...

Hoje estou muito feliz. Mais alegre do que nunca, por que vou falar com vocês desse assunto tão gostoso que é sentir felicidade.

Mas o que é essa tal felicidade? Quem consegue realmente ser feliz?

A felicidade é aquele estado de espírito que sentimos quando algo nos causa muito prazer. Dá aquele calorzinho no peito, aquela vontade de rir, aquela sensação de bem-estar... E geralmente temos vontade de dividir esse sentimento com outras pessoas.

Alguém que está feliz, sorri mais, é mais benevolente com as outras pessoas, tem mais paciência e bom humor.

Ah, então todos querem ser muito felizes! Mas por que não conseguem? Por que ser feliz às vezes parece tão difícil? Já ouvi muito essa pergunta, principalmente em minha clínica. Outro questionamento muito comum é: “ O que eu tenho que fazer pra ser feliz?”

Na vida cotidiana surgem mil e um problemas, uns menores, outros maiores, alguns enormes como montanhas escuras aparentemente irremovíveis. Como ficar feliz com tantos problemas?

Ainda não inventaram uma receita para a felicidade. Se existisse e fosse assim como uma receita de bolo; 2 colheres disso, 4 copos daquilo, quem tivesse essa receita além de muito feliz, poderia ficar rico, não? Bem, certamente eu também não possuo essa receita. Mas posso passar algumas dicas:

Dica nº 1 - Não existe uma felicidade permanente. Mesmo alguém que demonstra estar sempre de bem com a vida, uma vez ou outra irá passar por tristezas, contrariedades, aborrecimentos.

Dica nº 2 – Quem se sente infeliz o tempo todo, geralmente está buscando ou vendo a felicidade no lugar errado, por que assim como qualquer outro sentimento, ela não está fora, e sim dentro de você.

Dica nº 3 – Se a felicidade começa dentro e não fora de você, o primeiro passo para ser feliz é se conhecer muito bem. Esse auto-conhecimento pode ser alcançado através de uma terapia. Todas as teorias da psicologia possuem técnicas terapêuticas que permitem ao profissional psicólogo ajudar o seu paciente a se conhecer melhor. Você também pode se auto-conhecer observando o próprio comportamento, suas atitudes, seu jeito de ser, e como reage em determinadas situações. Quais delas te causam prazer, alegria, quais te deixam triste ou irritado, por exemplo. Porém, em um processo terapêutico, geralmente isso fica mais claro e o auto-conhecimento acontece mais rápido.

Dica nº 4 - Após se conhecer melhor, você conseguirá identificar as coisas que te dão prazer e vai começar a se aproximar de pessoas e situações que irão te deixar mais feliz. Além disso, através também do auto-conhecimento, vai aprender a lidar melhor com situações que normalmente o deixariam estressado ou infeliz. Se não puder evitar, ao menos irá diminuir o desconforto dessas ocasiões.

Dica nº 5 – Finalmente, a dica principal: Quem guarda mágoas e ressentimentos, quem se prende a sentimentos negativos, quem tem pensamentos amargos, nunca vai encontrar no seu caminho essa tal felicidade. É necessário fazer uma forcinha para substituir esses sentimentos e pensamentos. Se quer ser feliz, tem que pensar feliz! Difícil? Como qualquer mudança de hábitos pode não ser fácil no começo, mas é só ir tentando e com a experiência e a repetição, mudar se tornará mais fácil.

Tente praticar o perdão e a gratidão todos os dias. Agradeça a Deus, ou à natureza, ou ainda ao Universo tudo de bom que você recebe a cada dia.

Sorria mais, lembrando-se que cada vez que você sorri, vai receber outro sorriso como resposta, e essa troca de energias vai gerar mais felicidade.

Relaxe, brinque, seja mais leve. Não dê importância a pequenos aborrecimentos. E quando estiver feliz, divida, tornando outra pessoa feliz também.

Um grande beijo. Felicidades a todos.

Entrevista - Programa Bem Viver


Márcia Palis em participação ao vivo no programa Bem Viver de 09/08/2014 na TV Integração Regional( Rede Globo).

Tema: como manter acesa a paixão nos relacionamentos depois de um certo tempo de convívio.

Muito obrigada mais uma vez pela atenção e o trabalho de vocês.

Abraços de Minas.

Entrevista : Fatores que podem atrapalhar a saúde emocional do trabalhador - Outubro/2015

Entrevista : Fatores que podem atrapalhar a saúde emocional do trabalhador - Outubro/2015
ASSISTA O VÍDEO NA ÍNTEGRA AO CLICAR NA IMAGEM. AGRADECIMENTO : A MG TV - Rede integração (TV Globo) aqui da região do Triângulo Mineiro.

Vamos rever todos os textos publicados?

Vamos rever todos os textos publicados?

Seguidores

Sinta-se Livre...Mude seus Paradigmas.

Sinta-se Livre...Mude seus Paradigmas.
Conheça nosso trabalho com a EFT - Técnica de Libertação Emocional.

Logomarca de sucesso.

Logomarca de sucesso.
Clique no banner e visite a nossa homepage

cursor