Clique para tradução da página / Click for translation of the page

Menu de Navegação

sábado, 9 de março de 2013

Desânimo é contagioso?




Muitos pacientes me procuram reclamando sentir desânimo. Recordo-me de alguns que aparentemente não possuem problemas graves, porém não conseguem ter ânimo para nada na vida, não sentem prazer algum, acham tudo chato e sem graça. Lembrei-me disso a semana passada, pois tirei alguns dias para descansar, e voltando de viagem, sentou-se ao meu lado no avião, uma moça bonita cujas primeiras palavras foram para reclamar do tempo, do avião, do serviço de bordo e da viagem em si. Ela nem sabia que sou psicóloga e certamente existem poucas chances de nos encontrarmos novamente, então nem falei que era, mas segundo o hábito adquirido em anos de consultório, embora estivéssemos em outro ambiente e em outra situação, e apesar de estar em férias, deixei que ela falasse, ouvindo-a atentamente. Após as reclamações, começou a falar de si. Contou que tem 36 anos, uma filha linda, um bom marido, uma situação financeira estável, mas vive desanimada e até o casamento anda monótono como tudo em sua vida. Sem perceber, só falava de faltas e tristezas.  Tinha um ar triste, como se vivesse um luto recente.  Falei algumas frases tentando animá-la, mas ela continuou reclamando de outras coisas. Percebi que seria necessário muito mais que algumas palavras para alegrá-la, e como a rápida viagem já estivesse terminando, muito pouco pude fazer por ela.  Ficou apenas em mim a impressão de sua tristeza, de seu cansaço.

Assim como essa moça, existe um grande número de pessoas que vivem como se estivessem contaminadas por um vírus. Não é um vírus biológico, mas um vírus energético que abala todo o sistema emocional ao ponto de se sentirem sem energia, sem ânimo e sem prazer pela vida. Não chega a ser uma depressão profunda, mas uma situação aparentemente depressiva. São pessoas que vivem desanimadas e sem entusiasmo por nada. E esse desânimo é uma porta aberta para a entrada da depressão.

E será que esse vírus do desânimo é contagioso? O desânimo, como todos os estados emocionais é composto de energia. Nossos pensamentos, sentimentos e emoções são vibrações de energia.  Quando entramos em um ambiente cheio de pessoas com o vírus da gripe, é certeza que você se contaminará também? Não. Você só contrairá o vírus se sua imunidade estiver baixa. O mesmo acontece conosco. Só nos deixaremos contaminar pelo desânimo de outra pessoa, se também estivermos desanimados. Acontece que existe em nossa cultura uma propensão ao desânimo e à negatividade. A grande maioria das pessoas tem a tendência, muitas vezes aprendida, de reclamar de tudo e olhar sempre o lado negativo das situações. Existem alguns que têm até vergonha de falar e pensar coisas positivas, pois se sentem diferentes da maioria. Afinal, a maioria está sempre reclamando! Do tempo, do governo, do trabalho, da família! Virou um  hábito coletivo reclamar e parece haver uma crença  coletiva que é mais fácil reclamar do que elogiar qualquer situação, embora todos nós saibamos que todas as situações têm pontos positivos e negativos.  

Reclamar muito da vida, olhar os acontecimento negativamente, ter uma visão  pessimista,  nos deixa com déficit energético e aí sim poderemos ser contaminados pelo desânimo. Na verdade, outras pessoas não podem nos contaminar, nós é que nos contaminamos e isso é muito mais fácil do que imaginamos. Quando nos sentimos com medo, raiva, inveja, ciúmes, contrariados, chateados, ansiosos, tristes, agressivos, ou alimentamos outros sentimentos negativos, ficamos mais vulneráveis ao desânimo ou a outros estados pré-depressivos.  O remédio para prevenir esse desânimo é um só: Tentarmos mudar nossos padrões de pensamentos e sentimentos e também nossa visão de mundo. Sei que parece difícil, porque  nossas crenças limitantes, aquelas que nos fazem olhar a vida com medo, têm um papel muito forte em nossas vidas.

Como dizia o “poetinha” Vinícius de Morais: É melhor ser alegre que ser triste, a alegria é a melhor coisa que existe, é assim como a luz no coração”.

A escolha é nossa. É melhor enxergarmos um copo meio cheio que um copo meio vazio. A felicidade e a tristeza estão dentro de nós. Cabe somente a nós mudarmos nossos padrões de pensamentos e atitudes, escolhendo o entusiasmo e a alegria de viver, ao invés de nos contagiarmos pela tristeza e pelo desânimo.

 

Entrevista - Programa Bem Viver


Márcia Palis em participação ao vivo no programa Bem Viver de 09/08/2014 na TV Integração Regional( Rede Globo).

Tema: como manter acesa a paixão nos relacionamentos depois de um certo tempo de convívio.

Muito obrigada mais uma vez pela atenção e o trabalho de vocês.

Abraços de Minas.

Entrevista : Fatores que podem atrapalhar a saúde emocional do trabalhador - Outubro/2015

Entrevista : Fatores que podem atrapalhar a saúde emocional do trabalhador - Outubro/2015
ASSISTA O VÍDEO NA ÍNTEGRA AO CLICAR NA IMAGEM. AGRADECIMENTO : A MG TV - Rede integração (TV Globo) aqui da região do Triângulo Mineiro.

Vamos rever todos os textos publicados?

Vamos rever todos os textos publicados?

Seguidores

Sinta-se Livre...Mude seus Paradigmas.

Sinta-se Livre...Mude seus Paradigmas.
Conheça nosso trabalho com a EFT - Técnica de Libertação Emocional.

Logomarca de sucesso.

Logomarca de sucesso.
Clique no banner e visite a nossa homepage

cursor