Clique para tradução da página / Click for translation of the page

Menu de Navegação

sábado, 21 de agosto de 2010

Ciume... Esse monstrinho...

Quem já sentiu, sabe. O ciúme é como uma faca afiada que rasga o coração em tiras, cega os olhos com sua luz verde, destrói qualquer sinal de bom senso e provoca um desejo incontrolável de cometer um homicídio, de preferência duplo. Nossa, que tragédia! Até parece letra de tango!
A verdade é que o ciúme é um sentimento tão presente em nossas vidas, que já foi cantado em prosa, verso e todos os ritmos musicais, do tango ao pagode, passando pelo rock, funk, bossa nova e bolero. Isso sem falar nos românticos e sertanejos, que cantam o ciúme com toda a sua mágoa e lágrimas abundantes. Ao longo da história da humanidade, o ciúme já foi objeto de reflexão para vários filósofos e pensadores e foi tema bastante explorado em óperas e peças teatrais, algumas clássicas como “Otelo e Desdêmona”.
O ciúme faz lembrar dor e nos remete à tragédia e ao sofrimento intensos, além de nos deixar cegos de raiva, por isso se diz que ele é um monstrinho dos olhos verdes. Ui! Melhor é não sentir, não acham? 
Por que as pessoas sentem ciúme? O que leva alguém a ter um sentimento tão forte e autodestrutivo? A raiz dessa emoção está na insegurança e falta de autoconfiança, que fatalmente levam a um rebaixamento da auto-estima. Para o ciumento o ser amado é um deus, todas as pessoas irão cobiçá-lo, e o que é pior, ele irá ceder, como um deus condescendente que é. O ciumento não pensa com racionalidade. Suas fantasias sempre são de menos valia, e fruto de sua baixa estima.
A única forma de não cair nessa armadilha dos nossos próprios sentimentos, tão perigosa que pode até destruir uma boa relação, é resgatar e fortalecer o amor por si próprio. O ciumento precisa fazer uma profunda reflexão a respeito do que sente por si e pelo parceiro, colocando cada coisa em seu devido lugar. Em uma relação amorosa, estão envolvidas duas pessoas e uma não pode ser mais valorizada que a outra. Se um pouco de ciúme representa carinho e cuidado com a pessoa amada, o seu excesso já configura um comportamento obsessivo e doentio. Só aprendendo a gostar mais de si mesmo, é que o ciumento deixará de ser ciumento e poderá curtir as delícias de amar e ser amado, mandando o monstrinho verde para bem longe do seu amor.

4 comentários:

  1. Concordo contigo nesse artigo, pois ele é bem direcionado em relação ao bem do casal.
    Como sempre otimas matérias e bons artigos na sua página.
    Parabéns pelo sucesso e que cada vez mais vc ganhe o cenário nacional e internacional.
    Kisses.
    Call.

    ResponderExcluir
  2. Amei todos os textos postados no seu blog e acredito que ele será cada vez mais um sucesso de visitas.
    Vou divulgar entre minhas amigas e meus conhecidos na aulas de yoga onde sou professora.
    O ciúme é bem perigoso numa relação é preciso aprender a controlar para um bem viver.

    ResponderExcluir
  3. KARINA SOARES
    BEZERROS(PE)

    Marcia, desculpe não ter assinado minha postagem anterior, pois eu não possuia uma conta no gmail,mas com certeza irei providenciar o mais rápido possível.
    Um bom dia.
    Bj.

    ResponderExcluir
  4. Juju do Leblon (RJ)
    Super dez as matérias que li e irei voltar mais vezes, inclusive acho que esse tônico de sedução pode ser a salvação da minha atual relação amorosa.
    E que venha seu curso para os cariocas prestigiarem.
    Esse texto de ciúme é bem real como uma faca afiada mesmo, tem que ficar bem esperta.
    É melhor refletir do que sair na porrada toda hora né!
    Até mais.
    Beijo.
    Juju.

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita e volte sempre!

Entrevista - Programa Bem Viver


Márcia Palis em participação ao vivo no programa Bem Viver de 09/08/2014 na TV Integração Regional( Rede Globo).

Tema: como manter acesa a paixão nos relacionamentos depois de um certo tempo de convívio.

Muito obrigada mais uma vez pela atenção e o trabalho de vocês.

Abraços de Minas.

Entrevista : Fatores que podem atrapalhar a saúde emocional do trabalhador - Outubro/2015

Entrevista : Fatores que podem atrapalhar a saúde emocional do trabalhador - Outubro/2015
ASSISTA O VÍDEO NA ÍNTEGRA AO CLICAR NA IMAGEM. AGRADECIMENTO : A MG TV - Rede integração (TV Globo) aqui da região do Triângulo Mineiro.

Vamos rever todos os textos publicados?

Vamos rever todos os textos publicados?

Seguidores

Sinta-se Livre...Mude seus Paradigmas.

Sinta-se Livre...Mude seus Paradigmas.
Conheça nosso trabalho com a EFT - Técnica de Libertação Emocional.

Logomarca de sucesso.

Logomarca de sucesso.
Clique no banner e visite a nossa homepage

cursor